segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Uma das nossas forjas

Esta é a porta da forja que noutros tempos serviu para apontar guinchas, ferrar burros e cavalos e até para cravar os aros dos carros de bois.

Como já não há ferreiros nem ferradores deixamos de ouvir o bater na bigorna e até o fole parou de bufar.


Hoje já é pouco utilizada mas continua pronta para recomeçar a sua actividade e a lembrar-nos outros tempos. Vamos recuperá-la para que não se perca o que ainda resta.

Sem comentários:

Enviar um comentário